Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

HOMINALIDADE E AS GUIAS

HOMINALIDADE E AS GUIAS

São muitos os que supõe que as guias são apenas enfeites; porém esses a quem nos referimos são os leigos ou aspirantes à ser Umbandistas.

Aqui abordamos sobre o tema das Guias, procurando dessa forma elevar os conhecimentos Espirituais e Cabalísticos para nossos irmãos e/ou leitores, através da Iniciação, cerimônias ritualísticas, dentro da Nação Omolocô, das suas Cabalas, que são a 1 - 3 - 7 da consagração litúrgica do camatuê do Ioboré ou seja, o iniciante.

Tentaremos explicar de modo mais acessível:

As guias são o símbolo (hierarquia) e a força das Entidades (espíritos da natureza) que nos representa. De acordo com as suas cores, elas transmitem a força, a essência para harmonizar o camatuê do iniciante, e atrair as irradiações e freqüências das Entidades (Orixás).

Vejamos agora, o porque de algumas formas, todos que se iniciam, levam os conceitos primordiais de sua vocação, a força do seu Eledá e dos adjutores.

O que são os adjutores? São acompanhantes do Eledá pertencente ao iniciante; ex.: Quem tem um Eledá com Oxalá e uma Senhora (Iemanjá, por ex.) carrega como 1oAdjutor Ogum e como Adjutor Auxiliar (o Ascendente) um Xangô, dentro da concordância, de comum acordo com as regências das Entidades, durante os dias da semana. Por essa razão fique o irmão ciente de que os sentidos espirituais das guias são harmonizar-se, evoluindo o iniciante fisicamente nas formas de iniciação junto aos Orixás. Como todos sabem, nossas cerimônias ritualísticas, são para buscar as essências e as forças da Natureza.

Mas perguntará o irmão, qual será a função real das Cabalas das guias?

Nós respondemos: as Cabalas das guias se classificam em dois módulos, concêntricos e conseqüentes: A Cabala das cores e a dos números.

Entremos no mecanismo dos anos de iniciação que cria o molde das cerimônias ritualísticas para as Entidades (obrigações para o Santo).

Durante o período de iniciação, o Ioboré usa 12 (doze) guias e vive como se numa escola ocultista de aprendizagem, com novas sensações, novos conhecimentos e novas experiências, diferentes a cada ano de cabala que passa, que são: 1.008 dias lunares e 24.192 horas solares, cuja cabala é igual a 9 (nove) que é igual ao total de 4 anos de obrigações para o Santo (Entidade - Orixás), que vem a corresponder a 28 anos de conhecimentos, que é o grau de Sacerdote, em qualquer dos Cultos Solares ou Lunares. O posto que as Entidades constroem para o iniciante, é pelos caminhos das cabalas do êxtase natural e espiritual, onde caminha junto com as essências e irradiações das Entidades.

Sigamos adiante e vejamos como o iniciante adquire essas guias dentro da cabala.

Primeiramente, antes do iniciante entrar para o roncó, o Sacerdote, vê na fala do jogo de búzios (Ifá), seu Eledá e os adjutores, em seguida lhes dá as guias correspondentes a carga do seu Eledá. O primeiro ano de obrigações (feitura ou santé) é correspondente à sete anos de conhecimentos adquiridos, e usam 3 (três) guias; o segundo ano de obrigações é correspondente à 14 anos de conhecimentos adquiridos, assim sucessivamente como demonstrado no esquema abaixo:

Anos de Obrigações

Quantidade de Guias

Corresponde ao total de Conhecimentos em anos

1

3

7

2

3

14

3

3

21

4

3

28

(fechamento do ciclo lunar)

10

12

70

1 - Princípio

3 - Livre-arbítrio

7 - Espírito

Confirmada a última obrigação, o iniciante receberá, em substituição às guias correspondentes ao seu Eledá e Adjutores, o Decá, que é a confirmação de grau hierárquico dentro do culto que lhe pertence, e daí por diante ele poderá confirmar outros Ioborés.

Com a sua consagração feita dentro do santé, ele assume o grande compromisso com seu Eledá. E com os conhecimentos que vai adquirindo (até completar os 28 anos de conhecimentos e estudos) até fechar o ciclo lunar dentro da cabala 7. Este Arcano exprime no mundo divino, o Setenário, a dominação do Espírito sobre a Natureza.

No mundo intelectual, o Sacerdócio e o Império; no mundo físico, a submissão dos elementos e forças da matéria à Inteligência e ao trabalho do homem.

sinto-me:
tags: ,
publicado por filhodeumbanda às 15:29
link do post | comenta | favorito
|

.sobre mim

.procurar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30
31


.mais recentes

. cambono

. HOMINALIDADE E AS GUIAS

. IANSÃ

. IEMANJÁ

. UMBANDA, QUEM ÉS?

. HINO DOS ORIXAS

.mais antigos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.fotos

.subscrever feeds